STF vê indício de propina em doação eleitoral e torna réu senador Valdir Raupp

Senador Valdir Raupp (PMDB) virou réu no STF após denúncia da PGR

Do Estadão – Via UOL

A 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal aceitou por maioria, nesta terça-feira, 7, a denúncia oferecida pela PGR (Procuradoria-Geral da República) contra o senador Valdir Raupp (PMDB-RO) e os assessores parlamentares Maria Cléia Santos de Oliveira e Pedro Roberto Rocha, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A acusação da PGR é de que os R$ 500 mil doados oficialmente pela construtora Queiroz Galvão à campanha de Raupp ao Senado em 2010 seriam “propina disfarçada” e que teriam origem no esquema de corrupção estabelecido na Diretoria de Abastecimento da Petrobras.

Este é o primeiro julgamento em que o Supremo admite que doações eleitorais oficiais, no “caixa 1”, “por dentro”, podem ser consideradas pagamento de propina, tese defendida pela PGR. Essa discussão se aprofundará na análise da ação penal que será aberta contra Raupp – o quarto parlamentar atualmente em exercício do mandato a se tornar réu em processos relacionados à Lava Jato.

(…)

Leia::  Lista de Fachin confirma golpe dos corruptos contra presidente honesta

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *