Só para você não esquecer que país é este

por Fernando Brito, Tijolaço

É provável que as decisões de hoje, no STF, confirmem não só a homologação do acordo de delação da JBS e a relatoria de Luiz Edson Fachin na sua relatoria.

Embora haja aspectos morais e jurídicos na primeira e jurídicos na segunda para serem revistos.

Mas depois da exposição política no julgamento do TSE, dificilmente alguém mais, além de Gilmar Mendes e Alexandre de Moraes – se receber instruções – vai topar entra na contra-mão da onda.

De qualquer forma, publico a imagem da nota da coluna de Lauro Jardim, hoje, em O Globo.

Só para a gente não esquecer de onde vive e que Justiça temos por aqui.

Leia::  Mantega, na Folha: os 235 dias de infâmia e humilhação

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *