Record quebra blindagem de Aécio e denuncia seu tesoureiro Oswaldinho

Embora a Globo tenha decidido ignorar as delações da Odebrecht contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG), acusado de comandar pessoalmente um esquema de propinas na Cidade Administrativa, uma obra de R$ 2,1 bilhões, a Record decidiu ocupar o espaço vago; na mais recente reportagem, o foco é em Oswaldo Borges da Costa, tesoureiro pessoal de Aécio, que, segundo a Odebrecht, seria o responsável pela arrecadação dos recursos ilícitos; Aécio deverá ser um dos primeiros alvos da procuradoria-geral da República, na nova fase da Lava Jato; confira acima

Brasil 247

Embora a Globo tenha decidido ignorar as delações da Odebrecht contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG), acusado de comandar pessoalmente um esquema de propinas na Cidade Administrativa, uma obra de R$ 2,1 bilhões, a Record decidiu ocupar o espaço vago.

Na mais recente reportagem, o foco é em Oswaldo Borges da Costa, tesoureiro pessoal de Aécio, que, segundo a Odebrecht, seria o responsável pela arrecadação dos recursos ilícitos.

Aécio deverá ser um dos primeiros alvos da procuradoria-geral da República, na nova fase da Lava Jato (saiba mais aqui).

O deputado estadual Rogerio Correia, do PT, propõe a cassação do mandato de Aécio e também que ele seja condenado a devolver os recursos desviados na construção da Cidade Administrativa (leia aqui).

Vídeo:

Leia::  Programa da Globo ironiza reforma da Previdência de Temer

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *