PM lança bombas contra estudantes dentro da USP

Com violência, policiais militares reprimiram manifestantes que faziam ato na frente da Reitoria da Universidade de São Paulo contra uma medida da instituição que visa impor um limite para o pagamento dos salários de professores e funcionários; os alunos reivindicam que o equilíbrio das contas aconteça por meio da arrecadação do governo estadual, e não pelo teto de gastos; PMs jogaram jogando bombas de gás lacrimogêneo na semana de recepção dos calouros; assista

Do Brasil 247

A Polícia Militar agiu com violência contra estudantes da Universidade de São Paulo na tarde desta terça-feira 7, durante a semana de recepção dos calouros, reprimindo um ato que os alunos faziam em frente à reitoria.

Os estudantes protestavam contra uma medida da instituição que visa impor um limite para o pagamento dos salários de professores e funcionários. O protesto reivindica que o equilíbrio das contas aconteça por meio da arrecadação do governo estadual, e não pelo teto de gastos. PMs jogaram jogando bombas de gás lacrimogêneo contra os estudantes.

“Proposta vai desmontar a USP, vai fazer com que a USP não possa mais pagar o salário dos funcionários, não tenha mais reajuste e está colocando a Tropa de Choque para reprimir os estudantes”, disse um dos alunos que estavam no protesto, em vídeo publicado pela Midia Ninja.

“Situação absurda. Nunca antes na Universidade de São Paulo a Polícia Militar e a Tropa de Choque entrou para reprimir em frente à reitoria”, protestou outro.

O segundo vídeo foi publicado pelo Dce Livre da USP.

Leia::  Estrela da lista de Fachin: como funcionava o esquema de Aécio na Cidade Administrativa de MG

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *