O estrago de Temer: universidade demite 1,2 mil e contrata 1,2 mil fora da CLT

A Universidade Estácio de Sá, no Rio de Janeiro, é uma mostra da legislação trabalhista imposta pelo governo Michel Temer; a instituição está demitindo este mês 1,2 mil professores e em janeiro, vai recontratar os 1,2 mil, não mais pela CLT; a Estácio justifica assim o movimento de demissão e recontratação: os professores ganhavam uma remuneração acima do mercado e vai reajustá-los – para baixo

Do Brasil 247

A Universidade Estácio de Sá, no Rio de Janeiro, é uma mostra da legislação trabalhista imposta pelo governo Michel Temer. A instituição está demitindo este mês 1,2 mil professores (de um total de 10 mil). Em janeiro, vai recontratar os 1,2 mil, não mais pela CLT, informa o colunista Lauro Jardim.

Internamente, a Estácio justifica assim o movimento de demissão e recontratação: os professores ganhavam uma remuneração acima do mercado. Vai, agora, reajustá-los – para baixo.

Leia::  Do Pinheirinho, a maior ocupação da América Latina, à universidade

One comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *