Nas redes sociais, o “centro” sumiu

por Fernando Brito, Tijolaço

Embora muitos exagerem o alcance político-eleitoral das redes sociais, ninguém pode deixar de reconhecer que elas são, senão o principal, um dos principais meios de comunicação entre parlamentares e políticos em geral com seus eleitores.

Pois um ranking da empresa de consultoria de comunicação FSB, uma das mais importantes do país, feito na semana passada, registrou o  litaralmente virtual desaparecimento dos deputados da autodenominada “centro-direita” das redes sociais.

Todos os 20 primeiros lugares em menções e interações entre os deputados federais foram de parlamentares de esquerda e “bolsonetes”, a começar pelo próprio que, pelo fato de ser candidato a Presidente – e, lamentavelmente com expressão eleitoral – aparece em primeiro.

Por ficar restrita aos ingrantes da Câmara, também não consta o nome de Lula na pesquisa.

O fato é que os parlamentares do PP, do DEM, do (P)MDB, depois da bancada petista, as maiores representações partidárias, desapareceram da parte de cima dos registros de menções na internet.

Não há discurso político no país que possa fugir do “pró” e do “anti-Lula”, o resto sumiu.

Leia::  O menino de 14 anos que está à frente da revolução tecnológica pretendida pelo Facebook

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *