Merval diz PSDB será humilhado por Temer

por Fernando Brito, Tijolaço

Merval Pereira, aquele que precisou contar a tristeza ao ver sair o resultado de 2014 com o “quase cheguei lá” ao “málico” Aécio Neves, não consegue esconder a sua decepção com o outrora “Partido dos Santos Do Brasil”.

Hoje, na CBN, disse que o PSDB, que ficou ameaçando sair do governo Michel Temer e terminou com um de seus membros – o deputado Paulo Abi-Ackel, fidelíssimo a Aécio Neves – consumando a manobra para livra-lo da Justiça ficou desmoralizado ao ponto de, agora, estar sob ameaça de levar um “Fora, tucanos” do próprio ilegítimo.

Com a indecisão de sair ou não do governo, o PSDB está correndo o risco de ser humilhado por Michel Temer e ser retirado do governo em troca de cargos para os partidos aliados.  Corre o risco também de um dia abrir o olho e acordar fora do governo por vontade do Temer. Apático, o partido perdeu o “timing” de sair do governo e pode morrer afogado com o Temer e ainda pior, pode ficar na humilhante situação de ser rejeitado pelo governo Temer. Com tudo isso, o partido perde o significado, a identidade e a razão de ser. Qual é o projeto do partido hoje? Ficar no governo? Ter um bom candidato para 2018? Desta maneira, não vai conseguir nada.

De quebra, Merval ainda deu um “pito” em João Dória Júnior  por ter dado uma de Fernando Collor e pedido que as pessoas estendessem bandeiras do Brasil para “comemorar” a sentença de Moro contra Lula.

“Não foi seguido em São Paulo nem em lugar nenhum do país. É mais uma bravata do que outra coisa qualquer. É uma bobagem”…

Leia::  Cenário de 2018 só estabiliza com Lula

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *