Lula à África: vivemos ditadura e clima de terror no Brasil

Em vídeo enviado aos países da União Africana, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que o Brasil hoje vive uma ditadura e um clima de terror; “não tem limite a desfaçatez do que fazem para evitar a minha volta ao poder”, disse Lula; “eu estava com a minha mala pronta, mas infelizmente tomaram meu passaporte”, afirmou; Lula disse ainda que é possível eliminar a fome no mundo, a exemplo do que aconteceu no Brasil; perseguição a Lula, o maior e mais respeitado estadista que o Brasil já produziu, causa perplexidade no mundo civilizado

Do Brasil 247

Em vídeo enviado aos países da União Africana, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que o Brasil hoje vive uma ditadura e um clima de terror. “Não tem limite a desfaçatez do que fazem para evitar a minha volta ao poder”, disse ele, que lamentou ter sido impedido por um juiz de primeira instância de viajar para participar de um evento sobre combate à fome.

“Eu estava com a minha mala pronta, mas infelizmente tomaram meu passaporte”, afirmou. Lula disse ainda que é possível eliminar a fome no mundo, a exemplo do que aconteceu no Brasil. Confira, abaixo, texto postado em seu Facebook:

Do facebook do ex-presidente Lula Em 2013 o Instituto Lula, a FAO-ONU e a União Africana, que reúne os países africanos, fizeram um encontro sobre políticas sociais inspiradas na experiência brasileira, com o objetivo de eliminar a fome no continente africano até 2025. A União Africana adotou a meta como um objetivo oficial da entidade em junho de 2014, em um encontro em Malabo, Guiné Equatorial. E as novas metas do Milênio da ONU estabeleceram o ano de 2030 para que nenhuma criança passe fome no continente. A União Africana convidou Lula para debater o tema 5 anos após o primeiro encontro em sua sede, em Adis Abeba, Etiópia.

Leia::  Ipsos: Lula é o menos rejeitado entre os presidenciáveis

Um juiz brasileiro, não sabemos se ele conhece a Etiópia e a União Africana, proibiu Lula de participar do encontro.

O ex-presidente mandou essa mensagem em vídeo para o encontro.

“Por isso companheiros eu quero dizer para vocês que a fome no mundo hoje não é mais falta de alimento, porque o mundo produz alimento de sobra. A fome no mundo hoje é na verdade falta de dinheiro para o povo mais humilde poder comprar, e dinheiro também não falta no mundo, porque são trilhões e trilhões de dólares que ficam sobrevoando os oceanos, especulando, ganhando dinheiro sem produzir uma única peça, vivendo de exploração, como nós sabemos que existe no mundo inteiro.”

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *