Jornalistas criticam assédio e machismo de Silvio Santos contra Sheherazade

“Não suporto Rachel Sheherazade. Mas não posso me calar diante do que o apresentador Silvio Santos fez com ela no domingo, diante de milhões de espectadores do seu Troféu Imprensa. Mexeu com uma, mexeu com todas, mesmo. Não só com quem a gente gosta”, escreveu Cynara Menezes, do blog Socialista Morena; no Twitter, George Marques ironizou: “Critica o machismo do Marcos no BBB, mas festeja o machismo contra a jornalista de direita. Continuem que uma hora vai dar certo!”

Do Brasil 247

A forma como o apresentador e dono do SBT, Silvio Santos, tratou a jornalista Rachel Sheherazade durante cerimônia de entrega do prêmio Troféu Imprensa 2017 tem gerado uma série de protestos de jornalistas nas redes sociais, que veem assédio moral e machismo contra a apresentadora do SBT Brasil.

“Não suporto Rachel Sheherazade. Mas não posso me calar diante do que o apresentador Silvio Santos fez com ela no domingo, diante de milhões de espectadores do seu Troféu Imprensa. Mexeu com uma, mexeu com todas, mesmo. Não só com quem a gente gosta”, escreveu Cynara Menezes, do blog Socialista Morena. Leia outro trecho de seu post sobre o assunto:

O apresentador, que à medida que fica mais velho tem assumido livremente seus preconceitos, como se a idade fosse lhe conceder salvo-conduto, humilhou Rachel para o Brasil inteiro ver. O “patrão”, como muita gente o trata no SBT, ordenou que ela não volte a fazer comentários políticos em sua emissora. “Mas quando você me chamou foi para dar a minha opinião”, disse uma constrangida Rachel, ao que o patrão retrucou com a mais machista das frases: “Não, eu te chamei para você continuar com sua beleza, com sua voz, para ler as notícias, e não dar sua opinião”.O apresentador ainda falou do noivo de Sheherazade: “Ele deixa você trabalhar na televisão? Você merece (o prêmio), e merece ficar quietinha. É melhor pensar no seu novo casamento”.

O jornalista George Marques, colunista do site The Intercept, ironizou: “Critica o machismo do Marcos no BBB, mas festeja o machismo contra a jornalista de direita. Continuem que uma hora vai dar certo!”. “Assédio moral desnecessário pra cima da Sherazade. Roupa suja se lava em casa. Não é pq discordamos dela que precisamos achar isso normal”, protestou ainda, pelo Twitter.

Leia::  No sofá do impeachment de Dilma , sobrou só um para Temer

“É absurdo achar natural um patrão fazer assédio moral e dizer em público que contratou a jornalista pra ser um rosto bonito e pra ler notícia. Me espantou ver a naturalidade com que isso foi noticiado pela imprensa”, criticou a jornalista Denize Bacoccina.

A jornalista Milly Lacombe publicou em seu blog uma Carta de solidariedade a Sheherazade. Para ela, “as imagens de Silvio Santos assediando moralmente Raquel Sheherazade durante a entrega do Troféu Imprensa na noite de domingo são tristes, chocantes, toscas mas ao mesmo tempo altamente reveladoras do momento atual”.

No Twitter, ela comentou: “Criticar o que o SS fez com a Sheherazade ñ é ter esperança de que ela mude. Ela é fruto do machismo q a devorou e é isso o tem que ser dito. É evidente que se a Sheherazade fosse capaz de entender o que Silvio Santos fez com ela ontem ela ñ seria a porta voz dos caretas e covardes”.

Já Kiko Nogueira, do Diário do Centro do Mundo, questiona “como é que alguém com tanta convicção, com tanta vontade de brigar pela ‘justiça’, com tanto destemor, com tanto apetite para denunciar as ditaduras – de esquerda –, admite ser subjugada dessa maneira?”. Para ele, “porque sua coerência é relativa. Porque o limite dela é o do salário. Porque talvez ela não acredite tanto assim no que fala. Porque ela se faz de intransigente em seus princípios, mas não rasga dinheiro”.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *