Grampo flagra Moreira negociando entrevista de Temer em troca de anúncio

Grampos da Polícia Federal revelam telefonemas do senador Aécio Neves (PSDB-MG), o ministro Moreira Franco (Secretaria-Geral de Governo) e um executivo da TV Record negociando uma entrevista de Michel Temer na emissora em troca de publicidade da Caixa Econômica Federal, segundo reportagem do portal BuzzFeed Brasil, que divulgou o áudio do diálogo; a conversa aconteceu com Douglas Tavolaro, sobrinho do bispo Edir Macedo e vice-presidente de jornalismo do grupo; pedido da emissora acabou sendo negado pela área técnica do banco e a entrevista não foi realizada

Do Brasil 247

Grampos da Polícia Federal revelam telefonemas do senador Aécio Neves (PSDB-MG), o ministro Moreira Franco (Secretaria-Geral de Governo) e um executivo da TV Record negociando uma entrevista de Michel Temer na emissora em troca de publicidade da Caixa Econômica Federal.

A conversa aconteceu com Douglas Tavolaro, sobrinho do bispo Edir Macedo e vice-presidente de jornalismo do grupo, segundo matéria do site BuzzFeed Brasil, que divulgou o áudio do diálogo.

O pedido da emissora foi negado pela área técnica da CEF e a entrevista não foi realizada. De acordo com a Caixa, o pedido foi feito pelo próprio Moreira Franco. Os áudios dão a entender que havia o aval de Temer para a realização da barganha. Em abril, mês em que ocorreu o grampo no telefone do senador Aécio Neves, Temer realizou várias entrevistas à imprensa: na TV Bandeirantes, duas ao SBT, além de rádios e agência de notícias.

Aécio foi monitorado por conta do pedido de propina de R$ 2 milhões para o empresário Joesley Batista, da JBS. O áudio indica qual a demanda da Record: um “assunto paralelo” na Caixa. Na conversa com Moreira Franco, o senador tucano usa a expressão “entrar no circuito com o cara da Caixa”. Aécio, então, manda o executivo da Record tratar do tema com Moreira Franco.

Leia::  Dilma: Globo tem sido arma contra nossa democracia

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *