Gilmar vai a Temer às vésperas da delação que pode cassá-lo

Presidente do Tribunal Superior Eleitoral, que, em tese, julga abusos que podem custar o mandato de Michel Temer, Gilmar Mendes foi ao encontro do investigado neste domingo 12, em pleno Palácio do Jaburu; Temer já foi citado por diversos delatores, por ter participado de um jantar em que se combinou uma propina de R$ 10 milhões para o PMDB – boa parte dela paga em dinheiro para Eliseu Padilha, que, nesta segunda-feira, reassumiu a Casa Civil; nesta segunda, Gilmar disse que o cenário político do País – que está em instabilidade profunda desde o golpe de 2016 – será levado em conta pelos ministros do TSE e também afirmou que Temer poderá ser candidato numa eleição indireta, mesmo que seja cassado

Do Brasil 247

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral, que, em tese, julga abusos que podem tirar Michel Temer da presidência, após cassar seu mandato, Gilmar Mendes foi ao encontro do investigado neste domingo 12, em pleno Palácio do Jaburu, sede da vice-presidência, onde mora o peemedebista, informa reportagem de Isadora Peron.

Os encontros não foram divulgados nas agendas nem do ministro, nem do presidente. O encontro acontece em meio à expectativa não só do julgamento que pode cassar a chapa Dilma-Temer, mas também da divulgação da segunda lista de políticos envolvidos na Lava Jato com base em delações da Odebrecht pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Temer já foi citado por diversos delatores, por ter participado de um jantar em que se combinou uma propina de R$ 10 milhões para o PMDB – boa parte dela paga em dinheiro para Eliseu Padilha, que, nesta segunda-feira, reassumiu o ministério da Casa Civil, após uma licença médica de 12 dias.

Leia::  Ao vivo: relator lê voto sobre cassação de Temer

Nesta segunda, Gilmar deu declarações polêmicas sobre o caso Temer: disse que o cenário político do País – que está em instabilidade profunda desde o golpe de 2016 – deve ser levado em conta pelos ministros do TSE ao julgar o caso e também afirmou que Temer poderá ser candidato numa eleição indireta, pelo Congresso Nacional, mesmo que seja cassado.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *