Gilmar quer o Parlamentarismo

Breve, será a Monarquia

por Paulo Henrique Amorim, Conversa Afiada

Segundo Janio de Freitas, o Ministro Gilmar Mendes está “atacado”.

Segundo Rodrigo Janot, ele sofre de disenteria… mental, o que deu origem à TV Afiada, “tem disenteria na suruba”.

Agora, o Ministro do Supremo sugere o Parlamentarismo.

Breve, pode vir a propor a Monarquia, a ser exercida pela casa dos Ferreira Mendes, descendentes dos Bragança, que, por sua, vez , nascem dos Bourbon!

Se estivesse vivo, Sergio Porto escreveria o “Samba do Ministro doido”!

À original proposta do parlamentarismo, ou seja, governar sem voto:

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, afirmou nesta sexta-feira (24), em um seminário na sede da Corte eleitoral, que o Brasil passa atualmente por uma “tempestade perfeita”, em razão da combinação de crise política, recessão e desemprego, e defendeu a adoção do parlamentarismo no Brasil.

Na visão de Gilmar Mendes, se o Brasil adotasse o parlamentarismo, as crises geradas pelo impeachment de presidentes poderiam ser solucionadas “de forma menos traumática” com a mudança do sistema de governo.

No sistema parlamentarista, o governo fica sob o comando do primeiro-ministro, líder de um partido majoritário na Câmara. A figura do presidente continua existindo, mas funciona exclusivamente para a função de chefe de Estado, de caráter mais formal e com menos poder nas decisões políticas.

(…)

Leia::  Cunha deixa desculpas de Temer nuas na praça

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *