“Fui estuprada todos os dias por um mês na frente dos meus filhos”, refém conta horrores do Estado Islâmico


.Vítima de sequestro só foi libertada após o pai dela fazer pagamentos e dar um carro aos terroristas

Do R7

Desde que o Estado Islâmico tomou conta de regiões do Iraque e da Síria, muitas mulheres já revelaram o dias de sofrimento que sofreram na mão de extremistas. De acordo cm organizações de Direitos Humanos, as mulheres são os principais alvos de terroristas, que as mantém como reféns e, eventualmente como escravas sexuais.

Isso foi o que aconteceu com Hanan, 26, quando seu marido tentou fugir do grupo terroristas em abril de 2016, o que fez com que os rebeldes decidissem punir a ela.

Foto: Thinstock

Leia::  Trump ameaça atacar e invadir Venezuela

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *