Estudantes da Uerj realizam ato contra abandono da universidade pelo governo

Ato ocorreu nas dependências da Escola de Desenho Industrial (ESDI) da instituição pública universitária

por Redação RBA

Foi realizado na noite deste domingo (12) um ato de resistência contra a precarização e ameaça de fechamento da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj). O ato ocorreu nas dependências da Escola de Desenho Industrial (ESDI) da instituição pública universitária, ameaçada de fechar seus portões por conta da crise que assola o estado.

A ESDI inaugurou hoje o seu novo portão da rua do Passeio, número 80, para abrir as portas e dizer ao governo do estado que permanecerá aberta à sociedade e ao compromisso com uma universidade pública, gratuita, de qualidade, colorida e diversa, informou o coletivo Mídia Ninja. O evento teve shows de BNegão, Jards Macalé e outros artistas.

As aulas do atual período letivo na Uerj ainda não puderam começar. Em carta à comunidade e à população o conselho universitário denunciou o abandono da instituição pelo governo do estado, que desde julho de 2016 deixou de repassar recursos financeiros para a manutenção das atividades.

O conselho também denuncia que os serviços de manutenção e limpeza foram afetados e que elevadores e restaurante também tiveram de ser paralisados, ou funcionar precariamente. Faltam também materiais básicos, como papel, e o pagamento dos salários dos servidores tem sido irregular.

“O ano de 2017, para a Uerj, portanto, não pôde ainda nem sequer começar desde sua plenitude às suas condições mínimas, tendo o quadro de precariedades impostas se agravado, ao atingir servidores e estudantes e a manutenção de nossa instituição como um todo”, afirma a carta do conselho.

Leia::  Como o desemprego está criando 'funcionários-polvo' e aumentando pressão sobre quem trabalha

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *