Campanha da Globo sai pela culatra e internautas pedem Brasil sem golpe

Depois de liderar o golpe de 2016, que instalou uma quadrilha no poder e desempregou milhões de brasileiros, a Globo lançou uma campanha pedindo que internautas gravem vídeos dizendo “que Brasil desejam”; o resultado foi uma avalanche de críticas à emissora; de um lado, a jornalista Luciana Oliveira pediu um “Brasil sem mídia golpista”, enquanto o professor Claret Santos afirmou que “enquanto houver Globo, não haverá democracia”; no Rio, Ieda Paiva gravou um vídeo num hospital e pediu ao povo que “não valorize nada do que a Globo faz ou representa”

Do Brasil 247

Depois de liderar o golpe de 2016, que instalou uma quadrilha no poder e desempregou milhões de brasileiros, a Globo lançou uma campanha pedindo que internautas gravem vídeos dizendo “que Brasil desejam”.

O resultado foi uma avalanche de críticas à emissora. De um lado, a jornalista Luciana Oliveira pediu um “Brasil sem mídia golpista”, que manipule as pessoas em favor da “elite do atraso”.

 

Também em vídeo, o professor Claret Santos afirmou que “enquanto houver Globo, não haverá democracia”. “Eu quero um Brasil consciente de que, com você, nunca haverá democracia”, afirmou.

No Rio, Ieda Paiva gravou um vídeo num hospital e pediu ao povo que “não valorize nada do que a Globo faz ou representa”. Ela também postou um texto de protesto no Facebook:

A Globo esta convocando a população a enviar vídeos de lugares bonitinhos, no fundo ao qual você arrumadinho, bem sorridente, deverá dizer sobre o ” País que você quer”.

E assim ela dá início a sua campanha política, cutucando os internautas a terem os seus 15 segundos de fama para montar a sua base cheia de gente bonitinha em lugares bonitinhos. Que bonito, heim?

Leia::  Mídia global destaca a greve geral que os nacionais esconderam

Peço aos vaidosos de plantão que não se deixem seduzir pelo chamamento à vaidade e façam muitos, mais muitos mesmo, muitos vídeos com o real cenário do que temos no momento. Ou seja…

Entupir a caixa deles com as imagens dos hospitais falidos, suas filas imensas, todas mais que não deveriam existir, inclusive a de desempregados.

Mostrem o sucateamento da nossa polícia, da sua frota, dos seus equipamentos e armas; a decadência do ensino e abandono das escolas.

Mostrem as imagens dos arrastões, dos assaltos, de toda a falta de segurança que temos.

Mostrem as avenidas e ruas esburacadas, viadutos sem manutenção, ruas sem asfalto, iluminação, áreas alagadas, áreas em total abandono, esgoto a céu aberto, mendigos que povoam as ruas, preços exorbitantes, invasões de terras…

Enfim, tudo o que estamos vivendo, inclusive, o mau atendimento que temos daqueles que deveriam lembrar de que somos nós que pagamos o seu salário, e o mínimo que eles poderiam oferecer é educação no trato com as pessoas.

Vamos inverter o tema para o ” O país que eu não quero” e manda ver nos vídeos.

Se eles querem cenas bonitinhas para fazerem as suas matérias, que façam sozinhos.

Se é para o povo ajudar, que seja para mostrar o que eles não querem ver.

Vamos lá gente!

Vamos mostrar o País que não queremos mais e que as mídias ajudaram a construir iludindo as massas. É hora de devolver!

Obs: Não valorize o que a Globo faz ou o que ela representa.

Nada presta…

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *