Bob Fernandes: Tacla Duran “não vem ao caso”

por Fernando Brito, Tijolaço

O comentário demolidor de Bob Fernandes, no Jornal da Gazeta, sobre a inpércia da Justiça e da mídia diante do depoimento do ex-advogado da Odebrecht, Rodrigo Tacla Duran, que acusou um advogado amigo de Sério Moro – e sócio de sua mulher, Rosângela – de tentar extorqui-lo numa delação premiada, com a intervenção de um certo “DD”, iniciais que são um powerpoint:

“Me pediram US$ 5 milhões” acusa
Tacla Duran… E segue o silêncio.

O advogado Zucolotto era sócio de Rosangela, casada com o Juiz Moro.

Zucolotto foi padrinho desse casamento. 

Tacla Duran é advogado. Trabalhou para a Odebrechet.

Com dupla nacionalidade, investigado pela Lava Jato refugiou-se na Espanha.

Via vídeo Tacla Duran depôs na CPI da JBS. E acusou Zucolotto e a Lava Jato.

Entre outras, disse: Zucolotto lhe propôs “pagar US$ 5 milhões por fora”. Para, num acordo de delação, ter diminuída multa de US$ 15 milhões para US$ 5 milhões.

Tacla Duran entregou “provas” à CPI: fotos da proposta que Zucolotto teria feito via Wicler, aplicativo que apaga mensagens depois de lidas. 

Tacla Duran contou que a Associação Espanhola de Peritos foi acionada. E que, sorteado, um perito teria atestado a veracidade dos documentos.

Hipóteses: Tacla Duran mente. Ou diz a verdade. .

Já se passaram 5 dias e mais de 100 horas desde que Tacla Duran acusou. Para os que têm Meios, não seria difícil checar tais informações.

Essa associação de peritos existe? É séria? Quem foi o perito? Confirma ou desmente? . Ou a proposta de Zucolotto não existiu, ou existiu e seria devastadora para a Lava Jato.

Ao contrário de tantas, essa sessão da CPI não foi transmitida pelas TVs da Câmara, Senado etc. Só foi exibida em rede social. Esse jornal noticiou.

Tacla Duran disse que certo DD, de Curitiba, sabia da proposta de Zucolotto. A CPI quer convidar Zucolotto para se explicar. As mjdias, certamente, em algum momento também vão querer .

Só nas 4 horas do depoimento à CPI 14.500 pessoas compartilharam no Facebook e mais de 150 mil assistiram. Foi dos mais comentados assuntos do dia no Twitter.

 Quatro dias depois, silêncios. Zucolotto, DD, procuradores e Moro seguem em silêncio. Só Rosangela Moro tuitou; um enigma: “O tempo esclarece tudo”, disse.

Sempre repercutindo a Lava Jato, Vozes e Porta-Vozes seguem em estrondoso silêncio. Como se Tacla Duran e suas acusações, verdadeiras ou mentirosas, não existissem.

 Tudo isso deve ser uma miragem. Inclusive os silêncios. 

Leia::  A pressa de Moro, com a ajuda da mídia

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *