Aos que perderam o mundo

Em 1986, Lula, Marisa e os filhos (da esq. para a dir.) Marcos Cláudio, Fábio Luiz, Sandro Luiz e Luiz Cláudio em frente à casa onde moravam em São Bernardo do Campo.

Por Maria Frô, Revista Fórum

Conheço um pouquinho Fábio e Marcos Claudio Lula da Silva, filhos de Marisa Letícia.

Já os encontrei algumas vezes em celebrações e são pessoas educadas, amáveis, simples, sem empáfia.

Lembro de quando ouvi o áudio vazado por Sérgio Moro de uma conversa privada entre mãe e filho. Lembro que ri com a indignação quase ingênua de Marisa diante dos coxinhas descerebrados que batiam panela e lembro da tranquilidade de Fábio, do respeito à diferença desse rapaz que, embora tivesse a sua vida, a de seus irmãos e pais devassadas ainda assim mostrava tolerância para com esses descerebrados.

Lembro-me que comentei que do áudio vazado por Moro eu conseguia apenas admirar mais ainda esta família e mais ainda Lula e Marisa que conseguiram educar tão bem a seus filhos e ainda serem militantes aguerridos na construção de um partido e de uma central que transformaram o Brasil.

No diálogo o que me comovia era o fato de Fabio buscar tranquilizar o coração da mãe, para que ela relevasse o ódio dos inconsequentes, desmiolados e sossegasse suas angústias.

Hoje, gostaria de enviar minhas boas energias para esses rapazes valentes que perderam o mundo, a mãe da gente é o mundo.
Fábio, Marcos, Sandro e Luis Claudio recebam toda a minha solidariedade, meus sentimentos. Que tudo de bom que essa mulher valente que os trouxe ao mundo deu a vocês sirva para confortá-los e que a saudade logo, logo substitua a dor que estão sentido.

Eu sei que nossa sociedade está verdadeiramente doente, claro que é uma parcela desumanizada, mas, infelizmente, ela tem reverberação nas mídias. Mas também sei que qualquer um que consiga minimamente ter o sentimento de empatia jamais se expressará como alguns animais se expressaram, babando ódio pelas ventas nas ruas e nas redes. Qualquer um pode imaginar se Marisa Letícia fosse sua mãe, esposa, avó, sogra, irmã. Qualquer um que não perdeu a capacidade humanizadora da empatia.

Leia::  É urgente e imperioso derrubar a Bastilha brasileira

Marisa Letícia surgiu na vida de Lula depois que ele havia perdido sua primeira mulher e o filho. E surgiu com seu amor e o amor de  Marcos Claudio Lula da Silva foi uma dádiva na vida de Lula e lhe trouxe outros filhos e trouxe irmãos para Lurian.

Lula está sofrendo, mas quantos podem ressurgir das cinzas, sair de uma dor tremenda que é perder a esposa e o filho e conhecer uma nova companheira como Marisa Letícia e com ela construir uma vida inteira de lutas que transformou para melhor o país?

Lula teve Marisa Letícia a seu lado e venceu um câncer e viu nascer seus netos. Lula sempre terá Marisa Letícia na memória lhe guiando, lhe dando forças e Lula pode contar com a solidariedade de milhões de brasileiros que não enlouqueceram, que não perderam a capacidade de amar e sentir e empatia.

Siga em paz, Marisa Letícia, obrigada por sempre ser a companheira de luta que foi, obrigada por salvar vidas em vida e em sua despedida salvar novas vidas com seus órgãos. Obrigada por ter despertado, acompanhado e colaborado com Lula durante toda a sua trajetória aqui na terra. Obrigada, companheira!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *