Anão diplomático: Temer viaja à Noruega para ouvir que haverá corte de 50% no dinheiro para o Brasil

por Kiko Nogueira, DCM

Michel Temer e seus apaniguados foram à Noruega com uma pauta: passar vergonha.

Depois do vexame na Rússia, a perna norueguesa da turnê começou com um discurso de Michel que teve a cobertura de um único repórter da mídia local — recém-formado, segundo contou Jamil Chade, do Estadão, que estava lá.

Na sequencia, o ministro do meio ambiente, Sarney Filho, se encarregou de dar seguimento ao desastre ferroviário.

“Só Deus pode garantir que o desmatamento no Brasil vai diminuir, falou.

A BBC Brasil narra que, ao seu lado, o colega Vidar Helgesen anunciou que vai cortar 50% dos repasses ao Fundo Amazônia. O dinheiro, lembrou, é baseado “em resultado”.

Sarney Filho saiu-se com a clássica desculpa da herança maldita: o problema se deve “a cortes no orçamento de proteção ambiental na administração anterior”.

“Eu acredito ser importante expressar preocupação quando elas são devidas”, devolveu Helgesen.

Rico em petróleo, o país escandinavo já contribuiu com mais de 1 bilhão de dólares para o fundo desde 2008, valor vinculado à redução nas taxas de desmatamento na maior floresta tropical do mundo.

A destruição pelas indústrias de madeira e pela agropecuária é um dos maiores responsáveis pelas altas emissões de carbono, que causam mudanças climáticas.

O jornal inglês The Guardian teve acesso a uma carta recente de Helgesen à sua contraparte brasileira.

“Em 2015 e 2016 o desmatamento na Amazônia brasileira teve um aumento preocupante”, escreveu. “Qualquer novo aumento, por mais modesto, vai trazer esse número para zero”.

Helgesen apenas reforçou, diante daqueles picaretas, que não era trouxa.

O Corruptair de Michel voou 10 mil quilômetros para tomar uma naba federal. Resta a essa corriola comer um bacalhau, voltar para casa e cair como uma árvore podre.

Leia::  “Falação castigada”, o novo bloco da Lava Jato

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *